Infecção Urinária Recorrente? O Lubrificante pode salvar você!

Marcadores:
Faz quase um mês que você sarou de uma infecção urinária chata, que te obrigou a tomar antibiótico mais uma vez, e que tirou o seu sono, visto que não é a primeira, nem a segunda, nem a terceira vez que isso acontece. Os quadros de infecção têm sido recorrentes, mas os exames de urina acusam sempre a mesma bactéria.Você toma os antibióticos certinho (já tomou dezenas diferentes), e reza pra que esse resolva de uma vez por todas seu problema. Dá medo de tudo: medo de por aquela calcinha de seda que te deixa linda, medo de transar, medo de fazer xixi e não limpar do modo correto, medo de comer algo àcido... Daí você decide parar de nóia, e combina uma noite de amor com seu gatinho. Ele está meio apressado, e você meio preocupada, porém vocês continuam. Ele te penetra, e você sente um incomodozinho. Mas vocês continuam. E depois de uns minutos, estão loucamente conectados.






O despertador toca, e você tem que ir trabalhar. Senta na privada pra fazer seu xixizinho matinal e... arde. Dá vontade de morrer! A maldita infecção urinária voltou.





É, minhas queridas leitoras, ser mulher não é fácil. Se Eva realmente é a culpada pelo pecado no mundo, tá explicado porque sofremos tanto. E não existe coisa mais chata e sensível no mundo que o aparelho genital feminino.

Muitas mulheres se identificam com a historinha acima. Infecção urinária recorrente enlouquece qualquer uma. E mesmo que digam que a infecção urinária não é uma doença sexualmente transmissível, acabamos por culpar nossos amados companheiros pelo nosso martírio. Por que? Porque na maioria dos casos de infecção urinária recorrente, a crise acontece cerca de 12 horas após uma relação sexual (Portal do Paraná - Sexualidade). Isso indica que o sexo não é o causador, mas que pode ser um fator que ajuda a desencadear a doença. Como?



Quando uma mulher faz sexo com penetração, o ato causa micro lesões ao redor do aparelho genital feminino. A uretra feminina, que se localiza logo acima da vagina, acaba sofrendo lesões pequenas também por causa da fricção com o pênis e do movimento de 'vai-e-vem'. Essas micro lesões ficam expostas às bactérias da própria flora vaginal, que acabam colonizando a uretra. Isso causa o conhecido ardidinho quando fazemos xixi, e a dorzinha constante que nos deixa agoniada.

Isso quer dizer que, para evitar as infecções, devo parar de fazer sexo? NÃÃÃO!!!

Se acalme minha querida, você não precisa fazer voto de castidade por causa disso não. Muitas mulheres não tem esse tipo de problema com o sexo porque possuem uma boa lubrificação vaginal. A lubrificação diminui o atrito, o que evita as micro lesões. Porém, alterações como pílula anticoncepcional, stress, falta de excitação, etc., fazem com que a lubrificação vaginal não seja suficiente para amenizar o atrito na hora do ato. É aí que entra o herói: lubrificante a base de àgua.



Pensam que criaram o lubrificante só pra sexo anal? Errado! Ele existe para deixar a vida sexual mais molhadinha, menos áspera e mais gostosa. E deve fazer parte do sexo pênis-vagina também! Vale lembrar que o lubrificante deve ser a base de àgua, ok?

O uso do lubrificante na hora do sexo, o carinho do parceiro e o respeito pelo próprio corpo podem solucionar de uma vez por todas seus problemas com as infecções urinárias. Elas podem aparecer uma vez ou outra (o que é TOTALMENTE normal), porém, com BEM MENOS frequência. É normal ter 3 episódios de infecção urinária por ano... mais que isso, é porque já tem coisa errada aí.

O lubrificante pode salvar você. Porém, se as crises urinárias continuarem, é imprescindível consultar um nefrologista e fazer todos os exames possíveis. O que não dá é pra viver com essa dor o tempo todo. Além disso, a infecção urinária pode se tornar muito perigosa se subir para os rins. Por isso, cuide-se!



É importante associar o uso do lubrificante no sexo com outras práticas que vão contribuir para evitar infecções (Anita Mulher):

- Beba muita àgua (pelo menos 2 lt por dia)
- Faça exercícios (vida sedentária só traz doenças)
- Coma frutas (elas ajudam em tudo!)
- Use calcinhas de algodão (além de contribuir pra saúde, ajudam a melhorar até o cheirinho da sua colega)
- Use sabonetes íntimos especiais (opte por usar 3 vezes por semana)
- Depilação consciente (tente deixar os pelinhos que protegem a uretra e a entrada da vagina, somente aparando-os)
- Nunca segure o xixi (em casa ou na rua, dê um jeito de mijar... segurar prolifera bactérias na sua bexiga)
- Ame-se! (quando a gente se ama, a gente se cuida)





Jakisses!!!


*as imagens não são de minha autoria, e não sei quais são suas fontes

Postar um comentário

Deixe seu comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...