Par Perfeito - E se a personalidade for de acordo com a Ordem de Nascença?

Marcadores:
Você já pensou que sua relação com o amado pode ser influenciado pelo nascimento de vocês? Nada relacionado ao posicionamento dos planetas ou algo assim. Um novo livro diz que a ordem de nascença de uma pessoa - se é o caçula, filho mais velho, filho do meio ou mesmo filho único - influencia seus relacionamentos amorosos e carreira.

As informações são do jornal inglês "Daily Mail".Em "Birth Order: What Your Position In The Family Really Tells You About Your Character", ainda sem nome em português, a psicóloga Linda Blair traz este novo meio de descobrir se você encontrou seu par perfeito. Cada combinação de ordens de nascimento diferentes tem uma característica específica. Com isso, além de saber mais sobre seu parceiro, você pode aprender mais sobre si mesma e a maneira como se relaciona com os outros.


A pesquisa baseia-se no fato de que o caráter começa a ser formado a partir dos seis anos, quando sua posição na família tem grande importância. Os acontecimentos dos primeiros anos de vida também afetam como cada um será no futuro - divórcio dos pais, mudanças constantes e traumas, por exemplo. Mas saber que determinada combinação de nascimentos pode acarretar consequências para o seu namoro pode contribuir para deixá-la atenta aos períodos de turbulência e fazer com que saia melhor dos momentos de crise. Se você é solteira, já sabe quem procurar por aí!


FILHO MAIS VELHO COM FILHO MAIS NOVO

A máxima de que opostos se atraem se encaixa perfeitamente aqui. O mais velho, em geral, é organizado e carinhoso, enquanto o mais novo busca alguém que cuide dele. A rebeldia do mais novo faz com que o filho mais velho fuja das regras e se arrisque mais. No entanto, a combinação pode ter problemas quando os nascidos primeiro são muito inflexíveis quanto a seu estilo de vida. Isso faz com que os dois possam bater de frente, já que este vai querer ditar as regras da relação.



DOIS FILHOS MAIS VELHOS

É um dos relacionamentos mais difíceis. Ambos são extremamente competitivos, já que estão acostumados a estar no comando. Apesar disso, a combinação pode funcionar se cada um lembrar que deve respeitar o espaço do outro.




FILHO MAIS VELHO COM FILHO ÚNICO

O relacionamento nem sempre é fácil e se enquadra nos moldes das relações com dois primogênitos. O mais velho, em geral, entende as necessidades do filho único e o desafia a dar o tom do namoro, o que pode se tornar uma desagradável competição além de deixar o lado mimado para lá.




FILHO DO MEIO COM FILHO MAIS VELHO

O filho do meio se dá bem com qualquer parceiro devido ao histórico de negociação com os irmãos mais novos e mais velhos. A maleabilidade do filho do meio, no entanto, pode trazer alguns problemas para a relação. Se nunca diz o que realmente quer, é possível que o parceiro perca o respeito por sua opinião ou mesmo tirar vantagem de seu temperamento. Desta forma, os filhos do meio acabam se sentindo sufocados.




FILHO DO MEIO COM FILHO CAÇULA

A química é quase certa. O filho do meio é, mais do que ninguém, aquele que deixa o caçula seguir seus sonhos, por mais malucos que sejam. Pode ser que a ordem e o comportamento convencional passem longe, mas o companheirismo é marca registrada deste casal.


DOIS FILHOS DO MEIO

Apesar de serem filhos do meio, os dois podem ter comportamentos muito diferentes, o que faria com que brigassem para que sua vontade prevalecesse ou mesmo por não conseguirem chegar a um consenso.


FILHO DO MEIO COM FILHO ÚNICO

É uma boa combinação, embora o filho do meio possa se sentir ofuscado pela atenção demandada pelo filho único. É importante que o casal converse sobre a relação e exponha o que, na sua opinião, não está funcionando, para que fiquem bem um com o outro.




DOIS FILHOS MAIS NOVOS

Dois caçulas juntos são sinônimo de parceria para lá de criativa. Por outro lado, ambos podem achar difícil fazer planos ou realizar tarefas rotineiras. Em outras palavras, a vida de um casal de caçulas juntos pode ser bastante caótica.



CAÇULA E FILHO ÚNICO

Potencialmente, um bom relacionamento. O filho único toma a dianteira e faz com que o parceiro menos organizado tome jeito. Por outro lado, os caçulas trazem criatividade e aventura para o relacionamento.


DOIS FILHOS ÚNICOS

O mais difícil para um filho único é se relacionar com outro. Isso acontece porque ambos são "novatos" em dividir e precisam aprender a lidar com o sentimento do parceiro sem magoá-lo. Os dois podem querer assumir o comando da relação e devem estranhar aceitar conselhos um do outro.


Postar um comentário

Deixe seu comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...