Propósitos

Estamos aqui pra algum propósito?

Isso se parece com um grande abismo, onde caimos todos os dias sem nos perguntar por quê.
Uma vida se baseia em esperar a morte? Porque é o que as pessoas fazem todos os dias.

Estamos correndo contra o tempo, sempre esperando por um único momento feliz. Estamos batalhando tanto contra coisas que não existem, coisas que não fazem sentido, coisas que não precisamos, coisas que nem queremos, mas estamos ali, logo cedo, no primeiro raiar do sol, de pé, cansados, reclamando, mas ali, sem realmente lutar pelo que devíamos.

E essa rotina compulsória nos devora, e nós não paramos para amar, para sentir, para querer, para falar o que realmente importa. E a carga tão pesada em nossas costas nos faz dizer coisas que não queríamos, e a gritar por ajuda, e esse grito soa como um insulto, quando na verdade não queremos ferir ninguém... só queremos que olhem pra nós e pensem "eu podia ter feito diferente".

A dor atualmente é tão comum, que virou um sentimento controverso, algo que ta legal, tudo bem, ta ali, eu tenho q ignorar e seguir em frente. E se não há como seguir, porque ela nos tira as forças nas pernas, quando não é mais possível caminhar, narcóticos fazem o serviço viciante de nos levantar como zumbis, e então podemos continuar juntando o que os outro precisam, mas nunca buscando o que nós realmente precisamos.

Somos tão pequenos e restritos a esse mar de solidão poética? Somos a engrenagem que gira e ignora seu lado humano com remédios e provérbios inúteis que incentivam uma semi-vida. Que incentivam sobreviver e agradecer pelo pouco que temos. Que incentiva o silêncio e a submissão. E que nos faz esquecer a pergunta mais importante de nossas vidas: O que eu quero pra mim?

Postar um comentário

Deixe seu comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...