TWERK: Emagreça se divertindo


O twerk ficou conhecido por meio de cantoras como Miley Cyrus, Rihanna e Jennifer Lopez, que apresentaram a dança durante shows e videoclipes. Originário da Jamaica, o estilo supersexy consiste, basicamente, na movimentação dos quadris.

No Brasil, a modalidade ainda é pouco difundida, mas, nos Estados Unidos, já virou até aula fitness nas academias devido ao grande clamor do público. E não é à toa. A dança oferece não só benefícios para o corpo, como trabalha e desenvolve a sensualidade.

Benefícios para o corpo

Segundo Ana Zgur, bailarina de twerk e membro do coletivo de dança Twerk Brasil, em uma aula de 40 minutos é possível queimar até 500 kcal. “A primeira diferença que a gente percebe é no abdome: ele risca na hora”, afirma. “Não tem como praticar a dança com a barriga relaxada, pois você fica agachada o tempo todo e, na maioria das vezes, na posição plié e demi-plié. Se você não tiver força abdominal, pode cair ou não executar bem o movimento”, completa.

Depois do abdome, a área mais trabalhada é a superior da coxa e o músculo femoral. “Tem que ficar agachada o tempo todo. Os músculos gritam”, brinca a bailarina.


Foco da dança é na movimentação dos quadris (Marianna Feiteiro / Bolsa de Mulher)
Foco da dança é na movimentação dos quadris (Marianna Feiteiro / Bolsa de Mulher)
Além do fortalecimento dos músculos, a dança proporciona maior consciência corporal e ainda desenvolve a sensualidade. “Ao invés de fazer uma aula de abdominal, que muita gente costuma achar chata, vale mais a pena fazer uma aula de twerk, que ainda melhora o corpo em muitos outros aspectos”, indica Ana.

Mais sexy

Sensual, dança pode ser realizada a dois (Marianna Feiteiro / Bolsa de Mulher)
Sensual, dança pode ser realizada a dois (Marianna Feiteiro / Bolsa de Mulher)

Com movimentos sensuais e ousados, a dança possui alguns traços parecidos com o funk. “A diferença é que, na dança brasileira, as pessoas movimentam o corpo inteiro, há todo um gingado. Já o passo básico do twerk é somente o movimento do quadril. Por isso o abdome fica tão dolorido, pois não se usa nenhuma outra parte do corpo para ajudar”, descreve a dançarina.

Segundo ela, todas as mulheres deveriam praticar a modalidade para se sentirem mais sensuais e seguras. “A mulher brasileira já nasce sabendo um pouquinho de twerk. Basta fazer uma aulinha para aprender melhor a técnica, conseguir se soltar mais e melhorar a sensualidade, de forma a deixá-la no limite para que não se torne vulgar”, sugere Ana.

Como dançar twerk

Ana ensina o movimento básico da dança, que pode ser realizado em casa para a obtenção de todos os benefícios:

“Afaste as pernas a cerca de 35 a 40 cm, dependendo da sua altura, e agache, formando um ângulo um pouco acima de 90º entre o joelho e a coxa. Movimente o quadril de fora para dentro e de dentro para fora”, detalha.

A partir do passo principal, são feitas variações, como a realização do mesmo movimento em quatro apoios (mãos, cotovelos, joelhos e pés), dentre outras.


Fonte: Bolsa de Mulher

Postar um comentário

Deixe seu comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...