O Amor causa Dor REAL

Marcadores:
Há muito tempo já se fala da tal dor de cotovelo sentida quando os relacionamentos vão por água abaixo. Mas o que até ontem era apenas uma metáfora para brincar com a dor dos corações partidos, agora tem fundo cientificamente comprovado.



Quem já terminou um relacionamento, sabe o quão doloroso isso pode ser. E não, não é frescura. Deixar de amar dói, de verdade, por dentro e por fora. Um estudo publicado em março deste ano pela Universidade de Michigan, nos EUA, apontou as principais dores atribuídas à rejeição.



Segundo o psicólogo responsável pelo estudo, Ethan Kross, a dor física e as emoções intensas provocadas pelo desprezo "machucam" da mesma forma. O estudo apontou que as mesmas regiões do cérebro são afetadas nas duas situações.




"À princípio, quando você derrama um copo de café quente no colo, e quando você pensa na pessoa de quem você recentemente teve uma separação indesejada parecem coisas completamente diferentes. Mas essa pesquisa mostra que as situações são mais similares do que se pensava", ilustrou Ethan.



Durante a pesquisa, voluntários tiveram o cérebro escaneado enquanto recebiam diferentes tipos de estímulos, com vários níveis de dor física, além de serem induzidos à relembrar e reviver momentos de rejeição e de alegria. "Descobrimos que ao induzir os sentimentos de rejeição, as mesmas regiões do cérebro envolvidas nas dores físicas eram ativadas", contou o psicólogo, antes de concluir: "Esses resultados são consistentes na idéia de que a experiência de perda é exclusivamente associada à de dor".





Veja os Sintomas apontados:

1- Dor de cabeça: Estar longe de quem gostamos, ainda mais depois de um término nada amigável não é nada bom. A sensação é equivalente à abstinência de uma droga. O cérebro fica sem dopamina, substância liberada quando estamos alegres ou apaixonados - que também é responsável pelo vício em certas drogas.

2- Comer sem parar: Você é normal sim! É comum não conseguirmos fechara boca depois do fim de um relacionamento. O final da relação faz o nível de dopamina baixar, e a comida - e o sexo! - ativam sua produção novamente.

3- Ver ele em qualquer lugar: Quando desejamos intensamente alguém, ficamos mais sensíveis, o que pode beirar o delírio. Geralmente se o relacionamento termina quando não queremos, começamos a desejar o amado ainda mais. E essa vontade, quase louca, nos faz pensar que estamos o vendo em todos os lugares - quase como uma miragem.


4- Coração partido: O estresse do término aumenta a liberação de adrenalina no organismos. Com isso os músculos do coração podem começar a trabalhar meio "desorientados", gerando dor do peito e falta de ar. Em casos piores, a pessoa por até ter um ataque cardíaco, e enfartar.


5- Fraqueza: Ter que se forçar a deixar de amar alguém extingue todas as nossas forças, de verdade, deixando-nos apáticos. Por isso, quem está nessa situação, não tem vontade nem de sair da cama, quem dirá ver outras pessoas.


É galera, cuidado com a fossa.
Jakisses!!!

Postar um comentário

Deixe seu comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...