5 Coisas sobre a saúde feminina que você não sabia!

Marcadores:

A vagina é um órgão muito sensível a alterações ambientais e suscetível ao desequilíbrio. Certamente seu médico já falou sobre os principais fatores que podem prejudicar a saúde da região, como a falta de higiene, o uso de roupas muito apertadas, o sexo desprotegido, a prolongação no uso do mesmo absorvente, entre muitos outros.

Entretanto, alguns conselhos parecem ser esquecidos por grande parte dos profissionais, já que se tratam de informações mais específicas – porém, igualmente importantes. Conheça 5 coisas que você deve saber sobre a saúde da sua vagina, mas, provavelmente, nunca ouviu falar:

Thinkstock

Thinkstock

Thinkstock

Thinkstock
1- Faça xixi antes do sexo – Você provavelmente já ouviu falar que urinar logo após o sexo é uma medida fundamental para evitar a infecção de urina, o que é verdade. No entanto, poucos sabem que fazer xixi antes do sexo também é importante para evitar problemas de saúde. Quando a bexiga está cheia, há mais espaço para as bactérias se proliferarem.

2 - Use calcinhas de algodão e calças leves durante o exercício físico
– Calças legging facilitam o abafamento da região íntima, que causa a proliferação de bactérias e fungos. Some isso ao suor produzido durante a atividade física e você tem o ambiente perfeito para infecções. É melhor usar calcinhas de algodão e calças leves durante o treino para absorver a umidade e se trocar logo após o exercício. Isso evita que a região fique úmida por muito tempo.

3 - A pílula pode causar ressecamento da vagina – Se você percebeu uma baixa lubrificação depois que começou a usar o método contraceptivo, saiba que isso não é decorrente da falta de desejo. Muitas mulheres observam ressecamento vaginal e perda de libido com o uso da pílula anticoncepcional, sendo necessário usar um produto lubrificante durante o sexo para evitar traumas.

4 - Exercícios pélvicos são importantes para a sua saúde – A incontinência urinária atinge cerca de 30% das mulheres. Uma das formas mais eficazes de evitar ou mesmo combater o problema é fazendo movimentos que fortalecem o assoalho pélvico, como pompoarismo ou exercícios de Kegel. Eles deixam a musculatura tonificada e ainda melhoram o prazer.

5 - Diabetes pode dificultar o orgasmo – A doença pode causar redução de sensibilidade no clitóris, dificuldade na transmissão de estímulos nervosos, menor irrigação na região e perda de lubrificação natural.

FONTE: Bolsa de Mulher

Postar um comentário

Deixe seu comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...